Ministério Karys
Entrega de mantimentos pela 1ª Igreja Batista de João Pessoa em municípios atingidos pelas enchentes no ano de 2010.


Ministério Karys


A Morte de Lázaro (João 11)

1 Um homem chamado Lázaro estava doente. Ele era do povoado de Betânia, onde Maria e a sua irmã Marta moravam. 2 (Esta Maria era a mesma que pôs perfume nos pés do Senhor Jesus e os enxugou com os seus cabelos. Era o irmão dela, Lázaro, que estava doente.) 3 As duas irmãs mandaram dizer a Jesus: – Senhor, o seu querido amigo Lázaro está doente!4 Quando Jesus recebeu a notícia, disse: – O resultado final dessa doença não será a morte de Lázaro. Isso está acontecendo para que Deus revele o seu poder glorioso; e assim, por causa dessa doença, a natureza divina do Filho de Deus será revelada.

1ª lição: “As más notícias não devem nos afligir, nos coagir, nos amedrontar, nem mesmo nos paralisar”.

5 Jesus amava muito Marta, e a sua irmã, e também Lázaro. 6 Porém quando soube que Lázaro estava doente, ainda ficou dois dias onde estava. 7 Então disse aos seus discípulos: – Vamos voltar para a Judéia. 8 Mas eles disseram: – Mestre, faz tão pouco tempo que o povo de lá queria matá-lo a pedradas, e o senhor quer voltar? 9 Jesus respondeu: – Por acaso o dia não tem doze horas? Se alguém anda de dia não tropeça porque vê a luz deste mundo. 10 Mas, se anda de noite, tropeça porque nele não existe luz.

2ª lição: “Devemos confiar em Deus acima de tudo e manter o nosso emocional equilibrado para que nossas decisões se tornem ações prudentes. Não podemos permitir que o medo e a insegurança nos façam reféns, nos tornem covardes e nos forcem a retroceder das situações que devemos enfrentar. Não se esqueça: DEUS ESTÁ CONOSCO”.

11 Jesus disse isso e depois continuou: – O nosso amigo Lázaro está dormindo, mas eu vou lá acordá-lo. 12 – Senhor, se ele está dormindo, isso quer dizer que vai ficar bom! – disseram eles. 13 Mas o que Jesus queria dizer era que Lázaro estava morto. Porém eles pensavam que ele estivesse falando do sono natural. 14 Então Jesus disse claramente: – Lázaro morreu, 15 mas eu estou alegre por não ter estado lá com ele, pois assim vocês vão crer. Vamos até a casa dele.

3ª lição: “Ainda que tudo aparentemente esteja perdido e sem solução, não significa que Deus esqueceu-se de ajudá-lo. Quando existe um propósito estabelecido por Deus pra nossa vida, mesmo que nosso coração seja cercado pela dúvida Deus fortalecerá a nossa fé”.

16 Então Tomé, chamado “o Gêmeo”, disse aos outros discípulos: – Vamos nós também a fim de morrer com o Mestre! 17 Quando Jesus chegou, já fazia quatro dias que Lázaro havia sido sepultado. 18Betânia ficava a menos de três quilômetros de Jerusalém, 19 e muitas pessoas tinham vindo visitar Marta e Maria para as consolarem por causa da morte do irmão. 20 Quando Marta soube que Jesus estava chegando, foi encontrar-se com ele. Porém Maria ficou sentada em casa. 21 Então Marta disse a Jesus: – Se o senhor estivesse aqui, o meu irmão não teria morrido! 22 Mas eu sei que, mesmo assim, Deus lhe dará tudo o que o senhor pedir a ele. 23 – O seu irmão vai ressuscitar! – disse Jesus. 24 Marta respondeu: – Eu sei que ele vai ressuscitar no último dia! 25 Então Jesus afirmou: – Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; 26 e quem vive e crê em mim nunca morrerá. Você acredita nisso? 27– Sim, senhor! – disse ela. – Eu creio que o senhor é o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo.

4ª lição: “As promessas de Deus pra nós não serão frustradas, tudo o que acontece em nossas vidas para nos deixar preocupados, temerosos, aflitos, perturbados, indecisos, amargurados, desequilibrados, desiludidos e inconformados não devem impor contra nós nenhum tipo de impossibilidade. Porque Deus através da nossa fé nos trará força sobre qualquer circunstância”.

28 Depois de dizer isso, Marta foi, chamou Maria, a sua irmã, e lhe disse em particular: – O Mestre chegou e está chamando você. 29 Quando Maria ouviu isso, levantou-se depressa e foi encontrar-se com Jesus. 30 Pois ele não tinha chegado ao povoado, mas ainda estava no lugar onde Marta o havia encontrado. 31 As pessoas que estavam na casa com Maria, consolando-a, viram que ela se levantou e saiu depressa. Então foram atrás dela, pois pensavam que ela ia ao túmulo para chorar ali. 32 Maria chegou ao lugar onde Jesus estava e logo que o viu caiu aos pés dele e disse: – Se o senhor tivesse estado aqui, o meu irmão não teria morrido! 33 Jesus viu Maria chorando e viu as pessoas que estavam com ela chorando também. Então ficou muito comovido e aflito 34 e perguntou: – Onde foi que vocês o sepultaram? – Venha ver, senhor! – responderam. 35 Jesus chorou. 36 Então as pessoas disseram: – Vejam como ele amava Lázaro! 37 Mas algumas delas disseram: – Ele curou o cego. Será que não poderia ter feito alguma coisa para que Lázaro não morresse? 38 Jesus ficou outra vez muito comovido. Ele foi até o túmulo, que era uma gruta com uma pedra colocada na entrada, 39 e ordenou: – Tirem a pedra! Marta, a irmã do morto, disse: – Senhor, ele está cheirando mal, pois já faz quatro dias que foi sepultado! 40 Jesus respondeu: – Eu não lhe disse que, se você crer, você verá a revelação do poder glorioso de Deus? 41 Então tiraram a pedra. Jesus olhou para o céu e disse: – Pai, eu te agradeço porque me ouviste. 42 Eu sei que sempre me ouves; mas eu estou dizendo isso por causa de toda esta gente que está aqui, para que eles creiam que tu me enviaste. 43 Depois de dizer isso, gritou: – Lázaro, venha para fora! 44 E o morto saiu. Os seus pés e as suas mãos estavam enfaixados com tiras de pano, e o seu rosto estava enrolado com um pano. Então Jesus disse: – Desenrolem as faixas e deixem que ele vá.

5ª lição: “Se Jesus Cristo em meio à aflição do seu povo se comoveu e chorou junto com ele, o que será de nós pobres mortais? Quando Jesus dá uma ordem ao teu respeito, a terra e o céu se movem e, os anjos lhe obedecem agindo em teu favor”.

“O que faremos diante das provações, das tentações, das aflições, dos estresses e das lutas? E das acusações do diabo, dos seus ataques, da sua constante caça ao nosso derredor querendo nos matar? Matar nossa esperança, nossos sonhos, nossos planos, nossos alvos e metas, nossa dignidade e nosso caráter. São tantas, incansáveis e insistentes investidas todos os dias. São tantos desafios nesta vida: dores, sofrimentos, angústias e descontentamento”.

“Mas mesmo diante de tudo isso não desistiremos, persistiremos, pois nada nos impedirá. Nenhuma dessas coisas conseguirá nos separar de Cristo. Jesus chorou, nós choramos e esse choro é efêmero, com duração limitada. Porque após o choro vem a alegria, após a morte vem à vida, após a derrota vem à vitória, após a preocupação vem o descanso”.

“Tudo isso esta limitado por Deus, tudo esta sob o controle do Pai. O tempo lhe obedece, a morte lhe obedece, a vida esta em suas mãos, o diabo não tem poder pra nos tocar. Deus através de todas estas coisas nos fará crescer e abundar em graça, fé e força. Gerar em nós um excelente peso de glória, experiência e capacitação. Todas as coisas cooperam ao nosso favor, pois amamos a Deus. E se Ele é por nós. Quem ousará ser contra nós?”.

“Venham lutas, venham provações, venham perseguições. Venham!!! O Senhor esta a nossa volta, não seremos abalados”.

Ministério Karys








O que vemos e consideramos sempre como consenso e adaptação social, muitas vezes reconhecida pelo neoliberalismo, como fruto da “mão invisível”,1 não passa de uma aparente e falsa maneira humana de mimetismo2 ao sistema vigente.

Certamente que o mundo não está pousado harmonicamente sob o conforto de uma mão invisível. O comportamento humano, nesta fugaz aparência, na verdade, é fruto da impossibilidade de transformar a realidade presente na desejada pelo “EU”. Na impossibilidade, digo, na impotência de transformar as coisas, nos submetemos a elas, suportando-as, dinamizando uma espécie de acomodação social pelo medo da rejeição e da morte.

Este diálogo permanece somente até o minuto oportuno em que possa se desencadear o golpe pelo poder, a golden cross3, o desejo de sobrepujar o mundo ao meu bel prazer, escravizando se possível, o meu próximo para tentar saciar a minha “auri sacra famis”4, nem que para isso use o sacrossanto nome de Deus, impondo medo ao meu irmão, persuadindo-o pela força a aceitar o mundo como eu o vejo, considero e quero. Esse é o cerne subjetivo do fundamentalismo do qual, todos somos sempre influenciados.

Este desejo segundo pesquisas nasce desde a semente mais primitiva,

nunca mudaremos, apenas o encobriremos. Esta afirmação é baseada na depravação original e que certamente descreve ainda de forma discreta e superficial a verdade da arruinada ética humana.

Dentro desta perspectiva percebemos ainda que o comportamento humano dinamiza-se no espectro das possibilidades de domínio. Weber em seu discurso impinge ao homem características do desejo de domínio e poder, que por inferência nos remete aos termos da narração bíblica, do diálogo celestial de Lúcifer tentando contra poder do Criador (Ezequiel 28 e Isaías 14). Esta tendência do desejo de poder instala-se em caráter constante na humanidade, assemelhando-se a uma forma clara de comunicação

ou influências luciferianas5 inerentes ao homem hodierno.

Desde o mais profundo e servil estado de abnegação à mais soberba e

insubmissa arrogância, vemos como fator determinante, não necessariamente a independente decisão da postura de um vassalo voluntário, mas, diagnosticamos sim, este tal comportamento como mera conseqüência de uma rendição ante a compreensão de um poder indefensável e/ou intransponível, que em potência o faz subjugado decorrendo na mais sensata, mesmo que inconsciente decisão de alienar-se a ele.

Rousseau afirma que esta alienação não é uma doação, antes sim, a venda da subserviência tendo por ganho a sobrevivência6. Assim sobrevivem as pessoas as raças e as espécies, mudando seu modo vivendus para poder continuar vivendo.

Podemos afirmar que este diálogo é denominado por Rousseau como Pacto Social.

A detenção do desejo humano ocorre apenas ante a um poder maior. Logo prevalece o princípio do maior subjugar e dominar o menor. Seja indivíduo, equipe, seita, ou nação. A única coisa capaz de me fazer aceitar o outro é o fato de entender uma destas opções: ou este diferente indivíduo é desprezível ao meu galgar; ou o aceito por apenas um momento suportável, porém, jamais definitivamente; ou ainda em última instância, este é uma etapa em que possa usar, blefando um aceite, contudo, visando o meu desejado logro maior ao final. Concordando com o pensador Jean Paul Sartre, que

em suas palavras diz que o outro é tudo o que eu não desejo, o outro é diferente do mesmo, o outro é o meu inferno. Estas dinâmicas humanas expressam sempre o uso do poder já obtido visando um poder maior, é como o permanente jogar um fruto verde e sem sabor para tomar nas mãos o doce e maduro fruto.

Ciclicamente, a ação do homem alimenta a avidez da vaidosa busca maior, até que mais cedo ou mais tarde encontre o poder a este superior quando obrigatória e definitivamente se venderá mais uma vez pelo preço da sua própria sobrevivência.

Todo homem quer ser deus, e o é, no âmbito da torpeza daquele que não O conhece, e ainda não sabe o que é Deus. Todo homem singra os oceanos da sua existência em destino ao porto do desconhecido, no entanto, desejado, até que este maior lhe oponha (lhe vença), Barth, P. 44. afirma que a fé é o respeito ao incógnito divino e o amor a Deus.

Todo aquele que reconhece que os limites do mundo estão demarcados por uma verdade que o contradiz; todo aquele que vê a sua própria limitação marcada pela vontade divina que contraria sua própria vontade; quem acaricia o espinho que este cerceamento representa em seu ser e seu modo de ser, ainda que isto lhe seja extremamente difícil, por conhecer demasiadamente bem a extensão dessa contradição e que, embora por estas razões todas lhes sejam anseios de escapar dela, obriga-se a viver com ela (overbeck) e que, em resumo se 6 Russeau, Do Contrato Social- Da escravidão, Cap IV, P61-65 confessa sujeito a essa contradição, vencendo a si mesmo ao ponto de nela (e por ela) se apoiar a sua vida, esse tal crê!

Neste aspecto a conversão dos homens a Deus poderia ser literalmente

substituída por rendição a Deus. Na narração bíblica vetero e neotestamentária, explicitamente, encontramos rendições sem precedentes na vida daqueles que se converteram. Foi assim com o apóstolo Paulo no Caminho de Damasco e também com o profeta Isaías, que no capítulo 6 do livro que leva o seu nome, pode-nos esboçar pontos de uma inaudita rendição. Primeiro o Profeta narra ver o Senhor dos exércitos, fica claro que o profeta ver o oposto do que ele mesmo era, então sobra-lhe um grito aterrorizado vindo do profundo das suas entranhas e com uma consciência de que aquele talvez lhe fosse o último fôlego de existência, confessa: - sou impuro e vi o Santo. Vemos ai o contraponto do espinho vislumbrado por Isaías, vencê-lo.

Concluímos neste aspecto que o homem ocupará sempre o domínio de tudoaquilo que possa alcançar, i.e.: vencer ou sobrepujar, quando não, se rende. O fundamentalismo está diretamente ligado a superioridade da força. Isso ocorre em toda natureza, não só na humana. O leão reina no topo da cadeia alimentar, e luta para a permanência desta realidade, de igual modo os tubarões nos fundos dos oceanos, o carnívoro gavião sobre as outras aves, e o homem, ao mandato cultural 7 de Deus domina sobre estes e além disso tenta dominar o próprio semelhante. Isso é fundamentalismo natural.

1 Expressão filosófica atribuída a sempre presente organização das coisas, assim como elas estão.
2 Capacidade biológica de alguns seres vivos assimilar a cor do ambiente
3 Golden Cross, expressão americana que denota a “corrida do ouro” ou “cruz dourada”, a busca dos
desejos materiais da vida.
4 Auri sacra famis – sagrada fome de ouro, Weber.Max P.36
5 oriundas de Lúcifer, através do pecado original humano

Robério Soares de Souza

www.roberiosoares.com.br

Ministério Karys

A SUA CAIXA

Todos os dias, a cada momento, você está escrevendo a história da sua vida. Howard Martin

C ada dia que nasce nos chega como uma caixa vazia, pronta para receber o que nela for colocado. Nós podemos encher essa caixa com tesouros preciosos ou com objetos triviais e sem importância. Muitas coisas que colocamos dentro daquela caixa, nós o fazemos por hábito, sem nenhuma reflexão, porque é algo que tem se tornado rotineiro e fácil de fazer.

Se você abrisse a sua caixa de hoje daqui a um ano, quais seriam as coisas de genuíno valor que você encontraria? Você poderia distinguir a caixa de hoje das demais? Uma vez que a caixa de hoje esta completa, não há mais retorno. Você não pode tirar nada e nem colocar nada de volta. Porém, amanhã pela manhã, diante de você estará uma nova caixa vazia e - como todos os outros dias - cheia de possibilidades.

A vida é breve, porém muito importante. Por isso ela nos é entregue aos poucos, em doses diárias. E assim vamos escrevendo a nossa história, diariamente. Deus, a cada manhã lhe dá um novo dia para viver, uma nova caixa em que você tem a oportunidade de depositar tesouros preciosos. Torne essa caixa algo especial e receba os tesouros que - sem nenhuma dúvida - podem ser seus.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim. Lamentações 3.22

Ministério Karys

Grande Família Karys Convida!


karys


É com grande alegria que convidamos todos a louvarmos a Deus por mais um ano de vida e história do Ministério Karys.

Estaremos no sábado 15 de agosto no Espaço Gospel em João Pessoa celebrando


Ministério Karys,

19 anos na graça.

Será um culto ao Senhor. Você é nosso convidado.

Um grande abraço


Pr. Robério Soares

Ministério Karys



Evangelismo ungido e abençoado por Deus.
Realizado no Sítio Pacatuba na Paraíba.

Participações
Ministério Karys da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, Primeira Igreja Batista de Tibiri II e
Multiministério.

Pacatuba, Deus quer te salvar!

Ministério Karys
OS TEUS FILHOS PERGUNTARÃO

Leitura:
Êxodo 12:13-17,25-27

Quando vossos filhos vos disserem: Que culto é este vosso?
Então, direis: Este é o sacrifício da Páscoa ao Senhor.
- Êxodo 26-27

Um dos eventos mais importantes na história judia reside no Êxodo - quando Deus livrou o Seu povo da escravidão do Egipto. Antes de partirem do Egipto, os Israelitas receberam ordens para comer uma refeição especial chamada a Páscoa. Num acto de julgamento sobre os egípcios, Deus disse que Ele feriria todo o primogénito, mas que ignoraria as casas que tivessem salpicado o sangue de um cordeiro em ambas as ombreiras e na verga da porta (Ex 12).
Para comemorar este acto de juízo e graça, o povo de Deus iria partilhar da refeição da Páscoa. Deus disse que um dia os seus filhos perguntariam: "Que culto é este vosso?" Eles seriam então responsáveis por re-contar a história do êxodo e da salvação de Deus. Ele não queria que a história da Sua grande salvação se perdesse numa geração.
Quando os nossos filhos nos perguntam pelos nossos valores, estilo de vida, tomadas de decisão em oração, leitura da Bíblia, presença na igreja, e adoração, temos a responsabilidade de lhes responder. Nós somos seguidores de Jesus. Temos que recontar a história de como Ele se tornou no nosso Cordeiro Pascal. O Seu sangue é o assinalador das nossas vidas. Não somos mais escravos para pecar, mas somos livres para servir o Eterno do céu.
O que estás a ensinar às crianças? - Marvin Williams


A VIDA DE UM PAI É O GUIA DO FILHO.
Ministério Karys
SEGURANDO A TUA MÃO

Leitura:
Salmo 73

Todavia, estou de contínuo Contigo; Tu me seguraste
pela minha mão direita. - Salmo 73:23


Uma das alegrias de estar com crianças reside no poder segurar as mãos delas. Nós fazemo-lo para as mantermos seguras ao atravessar a rua, ou para impedirmos que se percam no meio da multidão. E sempre que tropeçam e perdem o equilíbrio, nós agarramos as suas pequenas mãos com mais força para evitarmos que caiam.
É isto que Deus faz por nós. Inevitavelmente há pedras e fendas que nos fazem tropeçar nas calçadas da vida. Por isso é que é fácil identificarmo-nos com o salmista que disse "os meus pés quase que se desviaram" (Salmo 73:2).
Todos nós enfrentamos uma variedade de questões que nos ameaçam fazer tropeçar. Para o salmista Asafe ver a prosperidade do ímpio fê-lo questionar a bondade de Deus. Mas Deus agarrou a mão dele e assegurou-lhe que, face ao o julgamento de Deus, o ímpio, de facto, não prospera. O salmista descobriu que a verdadeira prosperidade jazia no facto de Deus estar sempre com ele: "Tu me seguraste pela mão direita" (v.23). E simplesmente como boa medida, Deus lembrou-lhe que Ele também o guiaria pela vida e no final dar-lhe-ia as boas vindas na glória (v.24). Quão bom isso é!
Assim, da próxima vez que tropeces, lembra-te que a poderosa mão de Deus está a segurar a tua mão e está a caminhar contigo pela vida - ao longo de todo o caminho até ao lar! - Joe Stowell


DEIXA QUE DEUS EXERÇA A SEGURANÇA,
EXERCENDO TU A CONFIANÇA.
Ministério Karys
CAPTURA E LIBERTA

Leitura:
Romanos 6:16-23

Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos
digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado.
- João 8:3


Eu sou um pescador do tipo "captura e liberta", o que significa que não mato as trutas que apanho mas, apanhando-as na rede, pego nelas com cuidado e liberto-as. Esta é uma técnica que garante "sustentabilidade," como os técnicos da conservação do ambiente gostam de dizer, evitando-se que trutas e outras espécies desapareçam em águas onde há grande esforço de pesca.

Raramente liberto uma truta sem recordar as palavras de Paulo sobre os que foram "levados cativos" por Satanás para fazerem a sua vontade (2 Tm 2:26), pois sei que o nosso adversário, o diabo, não captura e liberta, mas captura para devorar e destruir.
Pensamos que podemos pecar deliberadamente de modo limitado, por um curto período de tempo, e depois libertarmo-nos. Mas como Jesus ensina, "Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado" (João 8:34). Mesmo os pecados "pequenos" conduzem a uma injustiça cada vez maior. O pecado gera pecado. Vemo-nos enredados e escravizados, e como uma truta azarada, não conseguimos livrar-nos.
O pecado escraviza-nos. Mas quando nos rendemos em obediência a Cristo e Lhe pedimos força para fazer a Sua vontade, somos "libertados." O resultado é o incremento da justiça (Rm 6:16).
Jesus assegura-nos: "Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres" (João 8:36). - David Roper


CRISTO LIBERTA-NOS DA ESCRAVIDÃO DO
PECADO PARA A LIBERDADE DA SALVAÇÃO.
Ministério Karys
UM CRISTIANISMO DE CONVENIÊNCIA

Leitura:
Mateus 16:24-28

Quem perder a sua vida por amor
de Mim achá-la-á. - Mateus 16:25


H
á tantos programas televisivos, e tão pouco tempo para os ver. Aparentemente é o que a nossa cultura pensa, pois agora a tecnologia permite-nos ver um programa de 1 hora em apenas 6 minutos ou menos! A Minisode Network tem episódios de séries populares resumidos em pacotes de conveniência para espectadores interessados. "Os programas que tu gostas - apenas resumidos" é como são publicitados. Tudo para tornar a nossa vida mais conveniente.
Alguns têm tentado tornar a vida Cristã mais conveniente. Optam por praticar o Cristianismo só ao Domingo. Assistem a um culto numa qualquer igreja que os torne mais confortáveis. Dão uma pequena oferta e são simpáticos com os outros frequentadores- nada que requeira muito esforço da sua parte. Assim podem ter para si o resto da semana, e viver como lhes agrada.
Isto é um Cristianismo de conveniência. Mas nós sabemos que seguir a Jesus é um estilo de vida e não apenas uma conveniência de Domingo. Ser um "discípulo" requer que demos as nossas vidas a Ele (Mateus 16:25). Significa viver como Jesus nos chama a viver, trocando diariamente os nossos planos e objectivos pelos Seus. Uma relação com Ele leva-nos a ter cuidado com os nossos pensamentos, decisões, atitudes, e acções - tudo para que a nossa vida seja plena de alegria para nós e agradável a Deus. - Anne Cetas


FÉ EM CRISTO NÃO É APENAS UM ÚNICO PASSO,
MAS UMA VIDA A ANDAR COM ELE.
Ministério Karys

RETIRANDO VENENO DO CORAÇÃO


Nada nesta vida consome uma pessoa mais rapidamente do que a paixão do ressentimento. Friedrich Wilhelm

Se porventura, nesta manhã, você ao abrir os seus olhos pode identificar uma amargura e ressentimento contra uma determinada pessoa, saiba que você está provocando uma grande sabotagem contra si mesmo. Esse sentimento pode enfraquecer áreas vitais da sua vida ao corroer o que há de mais precioso na sua existência: o seu coração. Ressentimento é como um anzol no qual trazemos certas pessoas amarradas na nossa linha. Enquanto não a libertarmos desse anzol, as conseqüências maléficas que trazemos sobre nós mesmos serão devastadoras.

Ressentimento é a mãe das principais doenças emocionais e é a responsável por um número incontável de pessoas que, hoje, estão se submetendo a mais variadas formas de terapias ou ocupando leitos de hospitais. Quem é a pessoa (ou pessoas) que hoje você precisa "soltar" do seu anzol para que, uma vez aliviado desse peso, você possa criar, pela graça de Deus, um espaço no seu coração para a paz e felicidade?

Nesse momento pense naquela pessoa contra quem você tem manifestado um negativo sentimento de condenação ou crítica. Após fazer isso, visualize na sua mente a abertura do seu anzol e, mesmo que você não tenha a mínima vontade de fazer isso, diga a Deus: "Deus, em obediência à Tua Palavra, eu libero essa pessoa dessa culpa contra mim. Da mesma maneira como um dia o Senhor me perdoou, eu também a perdôo."

Ressentimento e ódio são veneno. Tire o veneno do seu coração!

Nélio DaSilva

Para Meditação:

Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou. Efésios 4.32

Ministério Karys



Registro da participação do Ministério Karys na campanha de evangelismo da Convenção Batista Paraibana.

Música: Paraíba, Deus quer te salvar.
Autor: Ministério Karys

Link direto (Youtube): AQUI
Ministério Karys

VESTIDO PARA O SUCESSO

Depois que permitirmos que o Senhor nos purifique de todas as coisas que podem corromper nossa vida e nosso coração, depois de resistirmos a toda e qualquer forma de medo e nos firmarmos na fé, precisamos dar mais um passo: precisamos da “roupa apropriada”. A “vestimenta” precisa ser ajustada para cada um de nós. Uma roupa feita para uma pessoa não pode ser destinada para outra. Sempre vemos pessoas que nos parecem poderosas na oração e obtêm respostas às suas orações. Tentamos orar da mesma maneira que eles oram, mas, para nós, parece que não funciona. Por quê? O Senhor pode ter feito diferentes pessoas para diferentes tarefas. Talvez você não tenha sido chamado para a mesma tarefa que outros. Isso não significa que a sua missão seja menos importante, mas é apenas diferente. Use o “manto” que lhe foi destinado - faça o trabalho que Deus preparou para você – e obterá na batalha, vitória.

Ainda jovem, Davi, compreendeu este princípio:

Então Saul vestiu a Davi com sua própria armadura, e lhe pôs sobre a cabeça um capacete de bronze, e o fez envergar uma couraça. Davi cingiu a espada sobre a armadura, e tentou andar, porque não estava acostumado a usar estas coisas. Disse Davi a Saul: Não posso andar com tudo isto, pois não estou acostumado. Assim tirou Davi aquilo de sobre si. ( I Samuel 17:38-39)

Cada pessoa está numa diferente fase ou tempo de sua vida espiritual, com diferentes graus de maturidade espiritual. Cada um é valioso no Reino. A cada um Ele deu uma tarefa para ser cumprida. Não permita que a intimidação, a comparação, impeça você de assumir a sua posição no Exército do Senhor. Davi não podia usar a armadura de Saul – não era apropriada para ele. Assim, ele tirou a armadura de Saul e usou a sua própria vestimenta. Mesmo sendo apenas um jovem rapaz, ele estava capacitado para derrotar o gigante Golias, o qual havia imposto medo ao coração do mais bem treinado exército do rei Saul.

Portanto busque amadurecer espiritualmente cada vez mais, buscando além da intimidade com o Espírito Santo, também a santidade, a purificação; preparando-se para utilizar as “vestes” que Deus preparou para sua vida.

Jamais esqueça de procurar sempre em suas decisões a sabedoria que vem do alto, não a estultícia humana. Pois como diz em Oséias 4:6 : O meu povo é destruído porque lhe falta o conhecimento.

Que Deus te abençoe Poderosamente.

Ana Paula de L. Arruda

Por: Thiago Moreira

Ministério Karys

Medo que Jesus invada sua vida?
Medo que Jesus tire a bebida, o cigarro, outras drogas lícitas?
Medo que Jesus tire o sexo casual, o sexo fora do casamento?
Medo que Jesus tire o desejo homossexual?
Medo que Jesus tire a dança nas boates, nos clubes?
Medo que Jesus tire os filmes pornôs?
Medo que Jesus enfie o pé na porta do seu coração, e a derrube?
Medo que Jesus entre e roube seus prazeres?
Medo que Jesus lhe obrigue a fazer algumas coisas?
Medo que Jesus lhe proíba de fazer outras coisas?
Medo que Jesus tire sua vida, como ela é?

Jesus não é invasor. Ele pede licença pra entrar.
Jesus não tira sua saúde. Ele já lhe devolveu a saúde.
Jesus não é contra o sexo natural. Ele é o criador do ato sexual LÍCITO.
Jesus não é discriminador. Ele não faz acepção de pessoas.
Jesus não é contra as danças. Ele aprecia as danças que expressam felicidade e santidade.
Jesus não é contra o cinema, o dvd, a TV. Tem filmes e programas que edificam.
Jesus não é arrombador. Ele bate à porta.
Jesus não é ladrão. Ele devolve o que o ladrão rouba.
Jesus não é ditador. Ele dá liberdade.
Jesus não é proibitivo. Criou o ser humano com livre arbítrio.
Jesus devolve a vida que lhe foi roubada.

O Espírito Santo quem nos transforma.

Quem é o diabo, e o que ele veio fazer?
“...porque é mentiroso e pai da mentira.”(Jo 8.44c)
“O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir” (Jo 10.10a)

Quem é Jesus, e o que Ele veio fazer?
“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao pai senão por mim” (Jo 14.6)
“...eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” (Jo 10.10b)

Se você crê que Ele morreu na cruz, ressuscitou ao terceiro dia. Se você se arrepender de seus pecados, convido-os a aceitarem a Jesus como seu único e suficiente Senhor e Salvador, fazendo esta confissão em voz alta pro diabo ouvir. Não o façam para serem crentes ou evangélicos, mas para serem separados como santos aos olhos de Deus.

Autor desconhecido
Ministério Karys
João 14:1-31
 
  Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. (Jesus)
  Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
  E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
  Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
  Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
  Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
  Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
  Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.
  Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
 Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
 Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
 E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
 Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
 Se me amais, guardai os meus mandamentos.
 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
 O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
 Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.
 Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.
 Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.
 Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.
 Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?
 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.
 Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.
 Tenho-vos dito isto, estando convosco.
 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
 Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
 Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu.
 Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.
 Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo (satanás, lucifer, diabo, pomba gira, desprovido de glória e honra) , e nada tem em mim;
 Mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui.

 
Deus te abençoe libertando-o de todo o mal em Cristo Jesus, Amém
Elias Miguel (Levita)
Ministério Karys
"...Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." Efésios 6.12

Um filho de Deus está sujeito a grandes tentações. O silêncio dos cemitérios é um silêncio de morte. Mas onde há vida, há luta. Uma pessoa que sabe que ressuscitou com Cristo, que, portanto, é renascida, também sabe que é violentamente tentada por Satanás. Satanás manda adversários para difamar os cristãos por causa de sua fé e fazer com que tenham muito trabalho com as tendências naturais e com os instintos carnais. Um cristão nominal não precisa temer essas coisas, pois não representa um desafio para o reino de Satanás. Mas o verdadeiro filho de Deus sempre está na ofensiva em relação ao reino das trevas. A nossa armadura está descrita no livro de Efésios, capítulo 6. A pessoa que é renascida sabe: o Senhor a deixou aqui nesta terra a fim de anunciar o Evangelho libertador a outras almas que ainda estão presas ao inimigo. Sendo ativo o nosso sim a Yeshua, o não do diabo em relação a nós também é ativo. Você já derramou lágrimas por causa das tentações interiores e exteriores? Isso é um bom sinal. O Senhor Yeshua diz: "No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.".
Extraído do livro "Pérolas Diárias" (de Wim Malgo)

Que a graça e a paz esteja com todos
Esta mensagem foi enviada por Hélida DEUS PROVERÁ !.
Ministério Karys
FORA DO TRILHO

Leitura:
2 Samuel 12:1-13

Por que, pois, desprezaste a palavra do Senhor, 
fazendo o mal diante de Seus olhos? - 2 Samuel 12:9

Quando me sentei no carro para a sua lavagem automática não sabia que o pneu dianteiro esquerdo não estava devidamente alinhado no trilho. A lavagem do carro começou, mas o meu carro não se movia. Por isso acelerei, o que levou o pneu saltar do trilho. 
Fiquei bloqueado - não podia mover-me para a frente, nem para trás. A estrutura da lavagem de carros continuou o seu ciclo sem o meu carro. Enquanto isso, outros veículos começaram a enfileirar-se à espera. Fiquei contente quando 2 trabalhadores da estação de serviço me ajudaram a voltar a pôr o carro no trilho.
Nas nossas vidas cristãs às vezes também ficamos fora do trilho. Aconteceu a David. Ele cometeu adultério com Bate-Seba e mais tarde ordenou que o marido dela fosse colocado "na frente da maior força da peleja'' e abandonado ali para ser morto (2 Sm 11:3,4,15-17). As acções de David estavam desalinhadas com o como Deus queria que, como rei escolhido, ele se comportasse.
David precisou de ajuda para voltar ao trilho. A Bíblia diz que "o Senhor enviou Natã a David" (12:1). Ele confrontou-o com o roubo da esposa de outro homem e, sabiamente, David arrependeu-se (v.13). Natã assumiu o risco de ajudar David a ficar bem com Deus, apesar do seu pecado ainda ter tido consequências terríveis.
Conheces alguém que precise da tua ajuda para voltar ao trilho? - Anne Cetas

O VERDADEIRO AMOR OUSA CONFRONTAR.
 
O texto do pão diário é obtido na seguinte página da internet http://www.nossopaodiario.net.
Ministério Karys
SURPRESAS DA VIDA

Leitura:
1 Samuel 16:1-7


O Senhor não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que 
está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração. 
- 1 Samuel 16:7


Ninguém que via a Inglaterra Tem Talento (um espectáculo de talentos popular televisivo) esperava muito quando Paul Potts, um vendedor de telemóveis subiu ao palco. Os juízes olharam com ar céptico uns para os outros quando o sujeito nervoso, modesto e de aspecto vulgar irrompeu fez o anúncio que iria cantar ópera - até Potts abrir a boca.
Ele começou a cantar a cantata de Puccini "Nessun Dorma" - e foi algo mágico! A multidão vibrou e levantou-se maravilhada enquanto os juízes se sentaram atordoados num silêncio lacrimante. Foi uma das maiores surpresas que alguma vez um programa de televisão teve, em grande parte porque ela surgiu embrulhada numa embalagem tão vulgar.
No Velho Testamento, o libertador de Israel chegou ao campo de batalha também da forma mais inverosímil- um pastor jovem (1 Samuel 17). O Rei Saul e todo o seu exército ficaram espantados quando David derrotou Golias e ganhou a batalha. Eles precisavam de aprender o modo como Deus olha para as pessoas. Ele disse ao profeta Samuel, "O Senhor não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração" (16:7).
Se nós julgarmos os outros apenas pelo seu aspecto exterior, poderemos perder a surpresa maravilhosa do que está no seu coração. - Bill Crowder

É O QUE ESTÁ NO CORAÇÃO QUE CONTA.
 
O texto do pão diário é obtido na seguinte página da internet http://www.nossopaodiario.net.
Ministério Karys
ZONA LIVRE DE MALEDICÊNCIA

Leitura:
Provérbios 25:8-18


Martelo, e espada, e flecha aguda é o homem que 
levanta falso testemunho contra o seu próximo. 
- Provérbios 25:18


E
m alguns empregos, pode-se ser despedido por maledicência. De acordo com uma pesquisa de 2002, a média de má-língua de um empregado é de 65 horas/ano. Uma firma de Chicago decidiu tornar-se numa "zona livre de maledicência." Exigem que os empregados nunca falem mal dos colegas nas suas costas. Se alguém for apanhado a fazê-lo perde o lugar.
Um ministério para pessoas da indústria do espectáculo tem uma alternativa renovadora para a má-língua. Combatem-na com oração. Em vez de derrubarem pessoas famosas que passam por dificuldades devido a más escolhas, encorajam as pessoas a orar por elas.
Entre os mandamentos de Deus para o Seu povo está "Não dirás falso testemunho contra o teu próximo" (Ex. 20:16). Apesar disto poder referir-se primariamente ao mentir em acções judiciais, a maledicência pode também ser incluída no mandamento porque viola a lei do amor para com o nosso próximo. Provérbios usa uma linguagem forte para descrever este uso das nossas palavras. É como "martelo, e espada, e flecha aguda'' contra os outros (25:18).
A maledicência enquadra-se nos nossos desejos naturais de nos sentirmos superiores aos outros e de nos afirmarmos, assim combater isto nas nossas vidas pessoais pode ser um desafio. Mas se escolhermos amar pela oração, as nossas vidas podem ser uma zona livre de maledicência. - Anne Cetas


TU NUNCA PODES JUSTIFICAR A MALEDICÊNCIA.

O texto do pão diário é obtido na seguinte página da internet http://www.nossopaodiario.net.